Fuga

Eu não sei explicar o que eu quero. Isso as vezes é torturante. Eu não consigo me expor tanto como deveria. Mas eu juro que eu tento. Eu sinto meu outro eu gritar comigo, mas nem sempre eu consigo entender. Atrevo-me a ser como sou. E esse meu silêncio me serve de planos, de expectativas, de descobertas. Mas não me é suficiente; talvez seja esse o meu caminho. Ou não. Talvez falte uma pessoa certa. Ou falta que eu me acerte. Talvez me falte mais amor. Ou que eu ame mais. Talvez seja mais alegria, mais compreensão. Talvez seja mais esperteza ou fé. Mas falta, me falta muito. E eu sei bem o nome dessa ausência. Como me dói pensar em ti tão distante de mim. Como dói essa bagunça toda. Como dói não te ver nunca mais. Mas eu te sinto, enfim. E espero que seja sempre. Não quero que seu rosto se apague da minha memória, isso nunca. Mas no final é triste quando penso. A gente se encontra um dia meu herói. E que assim seja.

Wanderly Frota

5 comentários:

  1. Ah, obrigada pelo carinho e da sua passagem pelo meu blog. Como já tinha falado antes, estou a te seguir. E quando você tiver atualizações não deixe de passar por lá avisando-me, ok? Cheiroos!

    ResponderExcluir
  2. Olá, desculpe me intrometer assim no seu blog.
    Só gostaria de dizer que lhe indiquei para o "selo de qualidade" pois gosto muito de seu blog.
    Basta pega-lo nesta página: http://endofstep.blogspot.com/2010/12/selo-de-qualidade.html
    E seguir as regrinhas para passa-lo adiante.
    Parabéns pelo blog Wanderly! (:

    ResponderExcluir
  3. Amo o seu blog seus posts são os mais lindos :]

    ResponderExcluir
  4. Ariane, aviso sim, pode deixar *-*
    Carool, fiquei tãão feliiz pelo selo, vou pegar agora mesmo !
    Obrigada Rebeca e Lorena pelo carinho.
    ;]

    Beeijinho meninas

    ResponderExcluir

<< >>